Afinal: o que precisa pra casar?

Hoje quero dividir com vocês um diálogo que aconteceu há pouco tempo aqui no Cerimonial Helenice Campelo. Conversando com uma cliente, logo após nossa contratação, ela me apresentou a planilha financeira do casamento que já existia e estava sendo usada antes do nosso apoio.

Nela constava um valor para lembrancinhas e perguntei o que seriam, pois o custo unitário era baixo e restringia as sugestões dentro do orçamento estipulado (essa é uma das atividades do cerimonial, você sabia?). Ela prontamente me respondeu que nada muito elaborado, pois os convidados não guardam por muito tempo“.

Observei que, para este casal em especial, este item já era assumido como irrelevante. Convidei-os à reflexão e recomendei que investissem em itens/serviços/produtos que fizessem sentido a eles.

Elencar uma lista de prioridades dentro do projeto auxilia (e muito) a respeitar o budget e focar no que é realmente importante! A verdade é que não há resposta certa ou errada: para uns, a prioridade é o fotógrafo. Para outros, pode ser o bartender. Depende das suas expectativas e experiências com outros eventos! Faz sentido para você?

Há uns 3 anos, ganhei um pano de prato (também chamado de guardanapo em algumas regiões) em um casamento que realizei. Tenho e uso até hoje em minha cozinha, pois foram todos feitos e bordados à mão pela avó da noiva! Durante a festa, a notícia se espalhou entre os convidados e todos (homens, mulheres, jovens ou senhores) desejavam esta lembrança por todo o valor agregado, carinho e significado. Cada vez que o uso, vejo a imagem empolgada daquela avó!

É sobre essa relevância que sugiro reflexão a todos os clientes e a você, que me lê.

No “manual do casamento” não existe a obrigatoriedade de presentear seu convidado – apenas se fizer sentido e for desejo do anfitrião. Caso contrário, o valor deste investimento pode ser economizado ou transferido pra outro item:

  • No projeto da decoração
  • No cardápio mais elaborado
  • Na sobremesa que não tinha
  • No drink especial do bar
  • Na possibilidade de mimos a si próprio(a)
  • Uma surpresa aos convidados na pista de dança, uma atração
  • Na reforma da casa nova
  • Até um saldo extra para a lua de mel!

Eu sei que você já se sentiu inclinada ou pressionada para tomar certas decisões nos preparativos porque era esperado pelos outros, porque “é assim que todos fazem”, porque “sempre foi assim”, porque “tem que”. Quero te ajudar a entender de uma vez por todas: só “tem que” ser sua cara!

E afinal… O que precisa para casar? Em época de pandemia e tantas revisões sobre a essência de vida, tudo o que fizer sentido ao coração e à alma ou agregar valor na acolhida dos convidados (sejam eles 10 ou 10.000).

Se faz sentido para você, fará sentido a todos que estão comemorando com você!